Atletismo

Regulamento Corrida de Velocidade

Na posição de “aos seus lugares”, em cinco apoios, os dedos não podem calcar ou transpor a linha de partida;

Se um concorrente levantar a mão ou o pé das marcas depois da voz de “prontos” fará falsa partida;

Sempre que um concorrente abandone o seu lugar antes de ser dado o sinal de partida, “tiro”, faz falsa partida;

Não é permitida nenhuma falsa partida. O atleta que cometa a falsa partida é desqualificado da prova;

Do princípio ao fim da corrida, um aluno tem de correr dentro dos limites do seu corredor, senão é desclassificado.


Regulamento Corrida de Estafetas

- Não é permitida nenhuma falsa partida. O atleta que cometa a falsa partida é desqualificado da prova;

- O testemunho só pode ser passado na zona de transmissão;

- Não é permitido atirar o testemunho;

- Sempre que o testemunho cair, deverá ser o último que o transportava a apanhá-lo;

- Não é permitido sair da pista sorteada, no percurso total.

Regulamento Corrida de Barreiras

Não é permitida nenhuma falsa partida. O atleta que cometa a falsa partida é desqualificado da prova;

Não se pode passar a perna nem o pé pelo exterior da barreira;

Intencionalmente, o atleta não pode tombar a barreira com as mãos nem com os pés;

Não é permitido prejudicar o adversário, especialmente no momento da passagem da barreira;

O atleta tem de se manter no seu corredor durante o tempo de corrida.

Regulamento do Salto em Comprimento

A ordem de realização dos 3 primeiros ensaios é obtida por sorteio;

Quando existam 8 ou mais atletas em prova, cada um deles terá direito a 3 ensaios e os oito primeiros que tenham obtido os melhores saltos válidos terão direito a três ensaios suplementares, na ordem inversa à da classificação alcançada nos seus 3 primeiros ensaios. Quando compitam até 8 atletas cada um deles terá direito a 6 ensaios;

Desde que a prova se inicie, os atletas não poderão utilizar a pista de balanço para o treino;

Um ensaio será nulo se um atleta:

a) Tocar no solo para além da linha de chamada com alguma parte do corpo, quer correndo sem saltar quer no acto do salto;

b) Fizer a chamada desde o exterior das margens laterais da tábua de chamada, quer seja para além ou para aquém da extensão da linha de chamada;

c) No momento da queda tocar o terreno fora da área de queda num ponto situado mais próximo da linha de chamada que a marca mais próxima existente na zona de queda resultante do salto;

d) Depois de ter completado o salto, recuar através da área de queda;

e) Empregar qualquer forma de salto mortal durante a corrida de balanço ou no ato desalto;

Com excepção do referido na alinea b), se um atleta fizer a chamada antes da tábua de chamada o seu salto não será considerado nulo;

Todos os saltos serão medidos desde a marca mais próxima deixada a área de queda, feita por qualquer parte do corpo ou membros do atleta, até à linha de chamada ou seu prolongamento. A medição terá de ser feita perpendicularmente à linha de chamada;

Cada atleta será creditado com o melhor dos seus saltos, incluindo os que forem realizados para desempate para o primeiro lugar.

Regulamento do Triplo Salto

A ordem de realização dos 3 primeiros ensaios é obtida por sorteio;

Quando existam 8 ou mais atletas em prova, cada um deles terá direito a 3 ensaios e os oito primeiros que tenham obtido os melhores saltos válidos terão direito a três ensaios suplementares, na ordem inversa à da classificação alcançada nos seus 3 primeiros ensaios. Quando compitam até 8 atletas cada um deles terá direito a 6 ensaios;

Desde que a prova se inicie, os atletas não poderão utilizar a pista de balanço para o treino;

Um ensaio será nulo se um atleta:

a) Fizer a chamada para além da tábua de chamada;

b) Fizer a chamada desde o exterior das margens laterais da tábua de chamada, quer seja para além ou para aquém da extensão da linha de chamada;

c) No momento da queda tocar o terreno fora da área de queda num ponto situado mais próximo da linha de chamada que a marca mais próxima existente na zona de queda resultante do salto;

d) Depois de ter completado o salto, recuar através da área de queda;

e) Inicia o seu salto para além do tempo disponível (90’’);

Com exceção do referido na alinea b), se um atleta fizer a chamada antes da tábua de chamada o seu salto não será considerado nulo;

Todos os saltos serão medidos desde a marca mais próxima deixada a área de queda, feita por qualquer parte do corpo ou membros do atleta, até à linha de chamada ou seu prolongamento. A medição terá de ser feita perpendicularmente à linha de chamada;

Cada atleta será creditado com o melhor dos seus saltos, incluindo os que forem realizados para desempate para o primeiro lugar.

Regulamento do Salto em Altura

- O salto é válido desde que se transponha a fasquia sem a derrubar e se execute a chamada apoiado num só pé;

- O salto é considerado nulo e, portanto, tentativa falhada, se o concorrente derrubar a fasquia ou se tocar o terreno para além do plano dos postes;

- Cada concorrente dispõe de um máximo de três tentativas consecutivas para ultrapassar a fasquia;

- O concorrente que faça três tentativas consecutivas falhadas é eliminado.

Regulamento do Lançamento do Peso

- A ordem de realização dos lançamentos é obtida por sorteio;

- O peso é lançado num círculo com 2,135 metros de diâmetro tendo na parte da frente uma antepara curva;

- O peso tem de ser lançado com uma só mão e a partir do ombro do atleta;

- Desde que se inicia a competição, os atletas não estão autorizados a utilizar a zona de lançamento para treinar;

- O lançamento será considerado nulo se:

a) O peso sair fora das linhas limites de queda do peso;

b) O atleta sair do círculo pela sua metade anterior;

c) Se pisar a antepara curva.

- A medida é efectuada pela distância mínima entre deixada pelo engenho mais próxima da zona de realização e o bordo interior do círculo ou arco. A fita métrica deve passar no centro do círculo. A unidade de medida é o cm.

Regras de segurança

Qualquer que seja a modalidade em questão é necessário que os alunos entendam que existem regras de segurança essenciais para que a aula possa decorrer em condições normais e que as mesmas devem ser cumpridas por todos.

De entre essas regras pensamos ser importante realçar a preocupação que o aluno deverá ter no sentido de ser capaz de controlar as suas acções e reacções, não pondo em risco a integridade física dos seus colegas, quer na execução dos exercícios quer na manipulação do material no caso específico do Atletismo.

Nas corridas, os alunos devem realizar uma activação específica de forma a prevenir lesões e dar grande importância à articulação coxo-femural e aos músculos quadríceps.

Nos saltos, os alunos devem realizar uma activação específica de forma a prevenir lesões. Fazer uma activação cuidada das três principais articulações dos MI (pé, joelho e anca). Não iniciar o salto antes de o colega anterior ter abandonado a área de queda.

Sites de Interesse

Federação Portuguesa de Atletismo

Federação Internacional de Atletismo Amador

European Athletics

Revista Atletismo

 

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 67 outros seguidores

%d bloggers like this: